Souvenir

Queria uma lembrancinha,

Uma coisa qualquer da viagem que faz.

Mas bem leve, que não ocupe espaço.

E se não for possível, tudo bem,

Somente se estiver dentro das suas possibilidades.

É uma lembrancinha simples,

Daquelas que se encontra em qualquer esquina.

Às vezes ao atravessar uma rua ela simplesmente aparece.

É isso, se, ao atravessar uma rua,

Uma lembrancinha de mim pintar na sua cabeça,

Guarde-a.

Pode ser só uma, mas se forem mais,

Traga-as todas de volta,

E se fariam presente.

Anúncios
Esse post foi publicado em palavrapouca. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s